Menu

Introdução

Para o tratamento das doenças respiratórias dispomos de vários aparelhos que permitem administrar a medicação por via inalatória – são os dispositivos inalatórios. A asma é uma das principais indicações para o seu uso, sendo mesmo a via inalatória considerada a mais adequada para o tratamento da criança asmática independentemente da idade. Por sua vez, o uso correto dos inaladores é fundamental para garantir um adequado controlo da doença. Deste modo, é imperativo que as famílias conheçam o dispositivo prescrito à criança e a respetiva técnica de utilização.

Sistemas de inalação

Dividem-se em inaladores e nebulizadores (Figura 1). Os inaladores incluem o inalador pressurizado de dose fixa (MDI – Metered Dose Inhaler, Figura 2) e o inalador de pó seco (DPI – Dry Powder Inhaler, Figura 3). Os MDI geralmente são utilizados de forma convencional ou com auxílio de câmara expansora (com ou sem máscara).

Figura 1. Nebulizador
Add a Caption
Figura 2. Inalador pressurizado de dose fixa (MDI) com e sem câmara expansora
Add a Caption
Figura 3. Inaladores de pó seco (DPI)
Add a Caption

O que fazer

Que dispositivo é o mais indicado para o meu filho?

Dentro de cada grupo, existe uma grande variedade de dispositivos com técnicas de administração distintas. Contudo, se a técnica se realiza de forma correta o resultado é semelhante. A escolha do dispositivo pelo médico vai depender de vários fatores, entre eles a idade da criança e capacidade de utilização correta do dispositivo, bem como o fármaco pretendido, uma vez que nem todos os dispositivos permitem administrar todos os medicamentos. A tabela seguinte descreve o sistema de inalação mais adequado em função da idade.

IDADE

SISTEMA DE INALAÇÃO RECOMENDADO
<3-4 anos MDI com câmara expansora e máscara facial
Nebulizador
4-6 anos MDI com câmara expansora e máscara facial ou bucal
Nebulizador
>6 anos DPI
MDI com câmara expansora e bucal
Nebulizador

Tratamento

Inaladores pressurizados de dose fixa (MDI)

Possuem uma válvula dosificadora que permite libertar uma dose fixa de fármaco em cada administração. Os MDI mais usados são os que se ativam ao pressionar o inalador, inspirando em simultâneo. É obrigatório agitar o inalador antes de cada utilização.

Modo de utilização:

  • Doente em pé ou bem sentado com o tronco liberto
  • Retirar a tampa
  • Agitar o inalador
  • Colocar a embalagem na posição vertical (forma de L) com o dedo indicador na parte superior e o polegar na parte inferior 
  • Efetuar uma expiração lenta e profunda
  • Colocar o aplicador entre os lábios fechados 
  • Inspirar lentamente pela boca e ativar o inalador depois de ter começado a inspiração e continuar com uma inspiração lenta e profunda até à máxima capacidade
  • Suster a inspiração 10 segundos
  • Retirar o inalador e expirar lentamente
  • Esperar 30 segundos se for necessário realizar outra inalação
  • Tapar o inalador

MDI com câmara expansora

Para facilitar a utilização de MDI em crianças pequenas estão disponíveis câmaras expansoras. As câmaras com máscara facial utilizam-se em crianças mais pequenas ou pouco colaborantes. A partir dos 3-4 anos, sempre que a criança seja capaz de realizar a técnica de forma correta, a inalação pode ser feita através do bucal da câmara. As câmaras expansoras de plástico têm um efeito electroestático nas suas paredes, atraindo partículas do fármaco e diminuindo a sua vida média dentro da câmara. Uma forma de diminuir esta carga electroestática é a lavagem da câmara (1 vez por semana) com um detergente suave e água, deixando-a secar ao ar durante 24 horas. Outra opção antes de uma primeira utilização seria fazer a sua impregnação com várias doses de fármaco alguns minutos antes do seu uso, não sendo necessário repetir o procedimento em utilizações seguintes nem após lavagem. 

Modo de utilização com máscara:

  • Doente em pé ou bem sentado com o tronco liberto
  • Retirar a tampa
  • Agitar o inalador
  • Acoplar o inalador ao orifício da câmara
  • Colocar a embalagem na posição vertical (forma de L) com o dedo indicador na parte superior e segurar na câmara e na parte inferior do inalador com a mão
  • Ajustar a máscara à cara da criança (boca e nariz) evitando fugas 
  • Ativar o inalador
  • Permitir qua a criança respire durante 10 segundos e incentivá-la, dependendo da idade, para que as inspirações sejam lentas e profundas
  • Esperar 30 segundos se for necessário realizar outra inalação
  • Tapar o inalador

Modo de utilização com bucal: 

  • Doente em pé ou bem sentado com o tronco liberto
  • Retirar a tampa
  • Agitar o inalador
  • Acoplar o inalador ao orifício da câmara
  • Colocar a embalagem na posição vertical (forma de L) com o dedo indicador na parte superior e segurar na câmara e na parte inferior do inalador com a mão
  • Colocar o bucal entre os lábios fechados (os dentes e a língua não devem obstruir o orifício)
  • Ativar o inalador e imediatamente iniciar uma inspiração lenta e profunda através do bucal/permitir que a criança realize 5-6 respirações através do bucal
  • Suster a inspiração 10 segundos
  • Retirar o inalador e expirar lentamente
  • Esperar 30 segundos se for necessário realizar outra inalação
  • Tapar o inalador

Inaladores de pó seco (DPI)

Estes inaladores exigem uma inspiração rápida e profunda para serem ativados, podendo ser mais difíceis de utilizar em situação de crise moderada-grave. Os dispositivos mais usados em Pediatria são: Novolizer®, Turbohaler® e Accuhaler/ Diskus®. 

Modo de utilização Novolizer®:

  • Retirar a tampa 
  • Colocar o inalador na posição horizontal
  • Ativar o dispositivo pressionando a patilha posterior 
  • Verificar se a cor presente na face anterior do dispositivo é verde
  • Expirar lentamente 
  • Colocar o bucal na boca, ocluindo os lábios à volta do mesmo
  • Inspirar profunda e energicamente (se eficaz deverá ouvir-se um click e a cor presente na face anterior do dispositivo muda para vermelho)
  • Retirar o inalador da boca e suster a respiração durante 5-10 segundos
  • Expirar lentamente
  • Esperar 30 segundos se for necessário realizar outra inalação
  • Tapar o inalador

Modo de utilização Turbohaler®:

  • Doente em pé ou bem sentado com o tronco liberto
  • Retirar a tampa que cobre o inalador, desenroscando-a
  • Colocar o inalador na posição vertical
  • Rodar a base do inalador para a direita, seguido de um movimento de rotação no sentido inverso, até ouvir um click
  • Expirar lentamente 
  • Colocar o bucal na boca, ocluindo os lábios à volta do mesmo
  • Inspirar profunda e energicamente
  • Retirar o inalador da boca e suster a respiração durante 5-10 segundos
  • Expirar lentamente
  • Esperar 30 segundos se for necessário realizar outra inalação
  • Tapar o inalador

Modo de utilização Accuhaler/ Diskus®:

  • Colocar o dispositivo na vertical, com o bucal para cima
  • Deslocar o protector da peça bucal
  • Empurrar a patilha plástica lateral à peça bucal até à extremidade oposta e até ouvir o click
  • Expirar lentamente 
  • Colocar a peça bucal na boca, entre os lábios fechados
  • Inspirar profunda e rapidamente
  • Retirar o inalador da boca e suster a respiração durante 5-10 segundos
  • Tapar de novo a peça bucal

Nebulizadores

As indicações para a sua utilização são restritas e concretas, incluindo exacerbações graves de asma ou doentes que não podem utilizar outros dispositivos. Adicionalmente, os nebulizadores permitem a utilização de fármacos não disponíveis noutros dispositivos. Nestes sistemas, a medicação deve ser dissolvida em soro fisiológico. 

Modo de utilização nebulizadores:

  • Doente sentado confortavelmente (na criança pequena é possível a posição deitada)
  • Manter o nebulizador sempre na posição vertical
  • Adaptar bem a máscara facial
  • Ligar o aparelho mantendo sempre um débito de 6-10L/min
  • Instruir a criança para que respire pela boca
  • Durante a nebulização aplicar pequenos toques na câmara para que as partículas de grande tamanho deslizem para o fundo
  • Terminada a libertação de aerossol, desligar o aparelho
  • Cuidados de limpeza e desinfeção
  • Independentemente do dispositivo, quando utilizados corticóides inalados, recomenda-se lavar a cavidade bucal após a inalação. 

Prevenção / Recomendações

A eleição de um sistema de inalação depende fundamentalmente da idade e capacidade de aprendizagem da criança. Considerando que chorar ou falar durante a inalação diminuem a sua eficácia, é aconselhável que lactentes e crianças pequenas estejam familiarizados com os dispositivos prescritos para evitar recusa aquando da sua utilização. A melhor opção é aquela que permita uma administração correta, com esquema posológico simples e que garanta adesão. Cada sistema tem a sua técnica, sendo fundamental uma execução adequada. É imprescindível conhecer a técnica do dispositivo inalatório do seu filho, revendo-a com o seu médico periodicamente.

Deseja sugerir alguma alteração para este artigo?
Existe algum tema que queira ver na Pedipedia?

Envie as suas sugestões

Newsletter

Receba notícias da Pedipedia no seu e-mail