Menu

Introdução

A tuberculose é uma doença infeciosa que afeta maioritariamente os pulmões, designando-se tuberculose pulmonar (TP); pode afetar outros órgãos, em menor frequência.

Frequência

Em Portugal, em 2020, foram notificados 25 novos casos em crianças ≤ 5 anos e 17 casos em crianças dos 6 aos 14 anos.

Causa

A TP é provocada por uma bactéria designada Mycobacterium tuberculosis, também conhecida por bacilo de Koch. A transmissão ocorre por via inalatória, por via de gotículas infetadas com o bacilo.

Sinais e sintomas

A TP manifesta-se habitualmente com tosse com duração superior a 2-3 semanas, febre prolongada, suores noturnos, astenia, anorexia, perda ponderal e atraso de crescimento. A tosse, um dos sintomas mais proeminentes, pode ser seca ou produtiva, sendo que a expectoração pode-se apresentar raiada de sangue.

Os doentes com TP apresentam na maioria das vezes um contexto epidemiológico relevante: contacto próximo recente com um doente com tuberculose e/ou residência presente ou passada ou viagem com pelo menos 1 mês de duração para uma área onde a tuberculose é endémica (muito prevalente).

Importa referir que as manifestações clínicas da doença variam consoante a idade do doente e consoante a forma da doença (se tuberculose pulmonar ou tuberculose extrapulmonar).

O que fazer

Perante a suspeita de TP, o doente deverá ser submetido a avaliação médica, nomeadamente colheita da história clínica e realização do exame objetivo no sentido de investigar sinais da doença.

Para confirmar o diagnóstico o doente necessitará de realizar alguns exames como por exemplo, radiografia torácica, prova tuberculínica, estudo analítico, entre outros.

Tratamento

Doentes com TP, caso não apresentem comorbilidades significativas, podem ser tratados em regime de ambulatório.

O tratamento da TP engloba 4 medicamentos que deverão ser administrados por um período mínimo de 4 meses, dependendo da idade do doente e critérios clínicos, como por exemplo, gravidade da doença.

Os doentes, enquanto estão sob o regime de tratamento, deverão ser acompanhados regularmente em consulta e realizar estudo analítico com alguma periodicidade, por forma a monitorar a evolução da doença e rastrear eventuais efeitos adversos da medicação (habitualmente raros), como por exemplo trombocitopenia, elevação das enzimas hepáticas.

Evolução / Prognóstico

A tuberculose apresenta elevada mortalidade a nível mundial. Em 2020, estimou-se terem existido 1,3 milhões de mortes por TP, à escala mundial, sendo que não houve registos de mortes por TP em Portugal.

A taxa de mortalidade é, contudo, inferior a 1%, dada a eficácia do tratamento preconizado da TP.

Prevenção / Recomendações

As crianças pequenas apresentam um risco elevado de evoluir para TP ativa após exposição, pelo que deverão ser precocemente identificadas.

Medidas de higiene respiratória, investigação dos doentes que apresentem sintomas de TP, isolamento dos casos suspeitos e comprovados, investigação epidemiológica do caso- índice, rastreio activo de grupos de risco e tratamento precoce dos doentes são fundamentais.

É imperativo identificar adequadamente todas as crianças elegíveis para a vacina BCG.

Deseja sugerir alguma alteração para este artigo?
Existe algum tema que queira ver na Pedipedia?

Envie as suas sugestões

Newsletter

Receba notícias da Pedipedia no seu e-mail