Menu

    Introdução

    O oxigénio é essencial à vida, mas a quantidade necessária para um recém-nascido (RN) prematuro ainda não está completamente estabelecida.

    A administração de oxigénio é um procedimento muito comum em Unidades de Neonatologia. Existem diferentes métodos de administração de oxigénio em RN. Os mais comuns são: campânula de oxigénio (hood), oxigénio ambiente dentro da incubadora, administração de oxigénio junto à face do bebé, administração de oxigénio através de máscara facial, cateter nasal, cateter nasofaríngeo, cânulas nasais e administração de oxigénio através de ventiladores.

    Cada modalidade tem vantagens e desvantagens e a equipa médica/enfermagem que cuida do bebé saberá avaliar a melhor opção de acordo com a disponibilidade de equipamento no hospital, a condição clínica do bebé e a sua evolução ao longo do internamento.

    Tão importante como administrar oxigénio, é administrá-lo na dose certa. Os níveis de oxigénio no sangue do bebé vão sendo avaliados ao longo do internamento de modo a tentar atingir os níveis alvo pretendidos. Estes níveis variam de acordo com idade e situação clínica do bebé.

    Deseja sugerir alguma alteração para este artigo?
    Existe algum tema que queira ver na Pedipedia?

    Envie as suas sugestões

    Newsletter

    Receba notícias da Pedipedia no seu e-mail