Menu

Introdução

Definição

Fimose é definida como a incapacidade de fazer a retração do prepúcio (porção distal de pele do pênis) sobre a glande (extremidade do pênis) devido a aperto do orifício do prepúcio. É uma preocupação comum dos pais na idade pediátrica.

A Parafimose é definida como uma situação em que o prepúcio fica retido trás da glande. Esta se não for corrigida rapidamente (manipulação do prepúcio para posição normal) pode levar ao aumento de volume da extremidade distal do pénis, adquirindo uma coloração avermelhada ou azulada, dor e incapacidade de voltar a manipular o prepúcio até à posição normal tornando-se uma situação de emergência em que deve ser procurada assistência médica rapidamente.

A fimose é dividida em duas formas: fisiológica e patológica.

  • Fimose Fisiológica - ocorre naturalmente em quase todos os recém-nascidos. Resulta de aderências naturais entre o prepúcio e a glande, que têm tendência para desaparecer espontaneamente com o crescimento aos 3-5 anos. Pode ocorrer abaulamento do prepúcio (“balão”) durante a micção.
  • Fimose Patológica : fimose que se mantem até ou após a puberdade ou que ocorre após um período inicial em que era possível fazer retração; resultante de cicatrização após episódios de traumatismo, infeção ou inflamação recorrentes. A retração forçada do prepúcio pode levar a sangramentos e cicatrizes.

Quantas crianças são afetadas?

A fimose primária afeta cerca de 96% dos recém-nascidos. Existe uma redução da prevalência com a idade, sendo que aos 3 anos ocorre em cerca de 10-20% das crianças do sexo masculino. Aos 6-7 anos a fimose ocorre em 8% das crianças e apenas 1% em rapazes dos 16 aos 18 anos de idade.

Sinais e sintomas

Diagnóstico

Quer a fimose quer a parafimose têm um diagnóstico clínico, não sendo necessários exames complementares de diagnóstico.

Riscos e possíveis complicações?

  • Infeções recorrentes do trato urinário
  • Balanopostites (inflamação da glande e prepúcio) recorrentes

O que fazer

Quais os cuidados a ter?

  • Uma boa higiene das crianças é a melhor forma de prevenir inflamação e infeções recorrentes do pénis.
  • Até aos 6 meses, não se deve puxar o prepúcio sobre o pénis, este deve ser lavado como as outras partes do corpo.
  • Após os 6 meses, deve realizar-se a retração suave do prepúcio, até ao limite possível, sem causar lesões. Deve efetuar-se limpeza da região durante as trocas de fraldas ou durante o banho, o que resultará numa retração progressiva ao longo do tempo. 
  • Com o avançar da idade da criança deve ser incentivada a realizar a sua higiene íntima diária de forma cuidada, através da retração, limpeza e secagem da área correspondente ao prepúcio.
  • Após a retração, o prepúcio deve retomar a sua posição normal sob a cabeça do pênis.
  • Nunca se deve forçar a retração do prepúcio, uma vez que esta manobra pode ser dolorosa e provocar pequenas hemorragias, levando à formação de cicatrizes e aderências, podendo conduzir a fimose patológica.

Tratamento

Fimose

A maioria das crianças com fimose fisiológica vai evoluir favoravelmente para resolução espontânea e não vai necessitar de qualquer intervenção terapêutica.

Os tratamentos para fimose variam de acordo com a idade da criança e a gravidade da fimose. Nos casos de fimose patológica existem vários tratamentos disponíveis que deverão ser discutidos com o médico assistente. O tratamento pode ser médico ou cirúrgico.

Tratamento médico - Aplicação tópica de corticoide, sendo eficaz na maioria dos casos. Esta é usada para ajudar a suavizar o prepúcio apertado ao redor do pênis, para que o prepúcio possa ser mais facilmente retraído.

Correção cirúrgica - Esta pode ser recomendada devido à falha do tratamento tópico com corticoide, fimose patológica, parafimose, infeções recorrentes do trato urinário ou balanopostite recorrente.

Parafimose

A parafimose implica a redução manual da retracção do prepúcio (que se apresenta muito inchado) de forma a recobrir a glande, com a urgência possível. Se houve um período muito longo entre o episódio de parafimose e o seu diagnóstico, pode ser necessário umam intervenção cirúrgica.

Prevenção / Recomendações

A fimose fisiológica é comum na idade pediátrica tendo frequentemente evolução benigna com resolução espontânea. É muito importante a realização correta da higiene, de forma a evitar complicações.

Deseja sugerir alguma alteração para este artigo?
Existe algum tema que queira ver na Pedipedia?

Envie as suas sugestões

Newsletter

Receba notícias da Pedipedia no seu e-mail