Menu

Introdução

Definição

O electrocardiograma (ECG) é um exame realizado para avaliar a actividade eléctrica do coração.

Células cardíacas especiais do tipo marcapasso ou “pacemaker” (nódulo sinusal) têm a capacidade de gerar o estímulo elétrico do coração. Este estímulo é transmitido a todo o tecido cardíaco resultando em contrações ritmicas das cavidades cardíacas coordenadas entre momentos de relaxamento (diástole) e contracção (sístole) que compõem o ciclo cardíaco normal.

Esta actividade elétrica é captada por eléctrodos autocolantes ou ventosas colocados em diversos pontos do tronco e também nos membros (registo da condução elétrica em diferentes planos)  e traduz-se num traçado típico registado num papel especial calibrado. O padrão do traçado é interpretado sistematicamente pelo médico para confirmar se existe alguma alteração nomeadamente da frequência cardíaca (muito alta ou taquicárdia, muito baixa ou bradicárdia), do ritmo cardíaco (sinusal se é gerado normalmente pelo nódulo sinusal, se existem anomalias ou arritmias) ou da condução do estímulo elétrico (bloqueios de condução).

O ECG é um exame não invasivo, indolor e de rápida execução com resultado imediato e muito útil do ponto de vista diagnóstico, em qualquer pessoa, em qualquer idade. 

É habitualmente pedido em situações de rotina como por exemplo avaliação pré desportiva mas também pode ser requisitado para informação adicional após suspeita de patologia cardíaca e orientação diagnóstica e terapêutica.

 

Deseja sugerir alguma alteração para este artigo?
Existe algum tema que queira ver na Pedipedia?

Envie as suas sugestões

Newsletter

Receba notícias da Pedipedia no seu e-mail