Menu

    Introdução

    É frequente as crianças coxearem/mancarem, ou seja, terem claudicação na marcha. Esta alteração leva os pais a procurarem ajuda médica (em certos Hospitais corresponde a 5% das crianças observadas no Serviço de Urgência). São múltiplas as possíveis razões para a criança coxear. A maioria das vezes resulta de traumatismo (pancadas ou fracturas) ou de inflamação passageira nas articulações (sinovite transitória). Pode também ser causada pela presença de um objecto numa ferida (por exemplo, pisar uma agulha que fica no pé), infecção, ou, raramente tumores ósseos (benignos e malignos).

    Devido às múltiplas causas, nem sempre é fácil chegar ao diagnóstico. Para além da observação cuidada pelo médico, pode ser necessário realizar exames de diagnóstico até se chegar a uma conclusão.

    Tipos de procedimentos

    Exames

    Quando necessário são realizadas análises de sangue, radiografias e ecografias. Se estes exames não forem suficientes para se conseguir perceber o que se passa com a criança que coxeia, podem efectuar-se outros procedimentos, nomeadamente ressonância magnética (RM), cintigrafia óssea ou tomografia computorizada (TC).

    A cintigrafia óssea é um exame de Medicina Nuclear que avalia a formação de osso. A maioria das doenças que levam a criança a coxear provocam lesão num osso ou articulação, à qual estes reagem formando novo osso, processo esse que pode ser detectado pela cintigrafia óssea logo desde o início dos sintomas.

    Em casos particulares, podem ser realizados outros exames de Medicina Nuclear, nomeadamente:

    • A cintigrafia com leucócitos radiomarcados ou cintigrafia com Citrato de Gálio-67 para estudar infecção;
    • A PET (do acrónimo anglo-saxónico, Positron Emission Tomography) com 18F-Fluoreto de sódio, que avalia também a formação de osso, tal como a cintigrafia óssea, mas que permite um diagnóstico mais preciso (maior acuidade diagnóstica) com menor dose de radiação. É um exame muito pouco usado por existirem poucos equipamentos, pelo elevado custo e por ser necessário anestesiar as crianças mais pequenas.

    Glossário

    Medicina Nuclear – Especialidade médica que usa substâncias radioactivas em doentes, para efectuar exames de diagnóstico e tratamentos específicos.
    Claudicação da marcha – dificuldade em andar de pé; coxear (em inglês, “limping”).
    Cintigrafia óssea – exame de Medicina Nuclear que permite avaliar alterações ósseas, principalmente a formação de novo osso.
    Cintigrafia com leucócitos marcados com uma substância radioactiva – exame de Medicina Nuclear que permite visualizar a resposta inflamatória do organismo (através dos glóbulos brancos) em locais de infecção
    Cintigrafia com Citrato de Gálio-67 – exame de Medicina Nuclear que permite avaliar, de forma inespecífica, resposta inflamatória.
    Estudo PET com 18F-Fluoreto de sódio – exame de Medicina Nuclear que permite, à semelhança da cintigrafia óssea (embora sejam exames distintos), avaliar a resposta do osso a vários estímulos/agressões.

    Deseja sugerir alguma alteração para este artigo?
    Existe algum tema que queira ver na Pedipedia?

    Envie as suas sugestões

    Newsletter

    Receba notícias da Pedipedia no seu e-mail