Menu

Introdução

Definição

Hidrocelo – Saída/ visualização de conteúdo abdominal líquido através de um defeito ao nível do canal inguinal, visível junto à virilha ou no escroto (saco que contem os testículos). Pode ser uni ou bilateral, e comunicante ou não comunicante.

Causa

Nos meninos, durante a gravidez, os testículos iniciam a sua individualização junto aos rins, iniciando um processo de descida até ao escroto. A passagem do testículo pelo canal inguinal, podem criar uma zona de fraqueza, facilitando o aparecimento de um hidrocelo.

O hidrocelo escrotal (líquido rodeando o testículo) pode também resultar de patologia do testículo (por traumatismo directo, torção, tumor) ou processo inflamatório ou infeccioso local (orquite) ou geral. Nestas situações observa-se também aumento de volume do(s) testículo(s), que sestão dolorosos à palpação 

Frequência

A incidência é de 5% das crianças,. Em prematuros pode surgir em quase 20% dos casos. É mais frequente à direita (60%), podendo ser bilateral (15%).

Sinais e sintomas

Pode ser uni ou bilateral. Deve-se começar por examinar a criança de pé.

O diagnóstico de um hidrocelo é simples: observa-se assimetria das regiões inguinais (virilhas), ou um inchaço mole e indolor do lado afectado, que se pode prolongar até, ou ser apenas observável na bolsa escrotal. Essa assimetria pode prolongar-se até à bolsa escrotal.

O hidrocelo é indolor, e não dá a sensação de impulso à tosse quando palpado; transmite antes a sensação de um balão de conteúdo líquido que se deixa comprimir sem esforço nem dor.

Tratando-se de hidrocelo comunicante, pode eventualmente deixar-se reduzir por expressão do seu conteúdo para o abdómen, Neste caso, a família nota variações de tamanho do hidrocelo (vai-se tornando maior ao longo do dia, e diminuindo ao longo da noite).

O que fazer

A prioridade é descartar a existência de hérnia inguinal, o que é facilitado pela história clínica (aparecimento, dor).

Quando o hidrocelo resulta da descida do testículo, tem tendência a encerrar espontaneamente até aos três anos, pelo que a sua observação e tratamento por um profissional de saúde não é urgente.

Quando o hidrocelo surge de forma aguda está geralmente acompanhado de dor,  acompanhado de dor ou sinais inflamatórios (dor, calor, vermelhidão) devendo ser avaliado com urgência por um profissional de saúde. 

Tratamento

O tratamento depende da causa do hidrocelo.

Quando resulta da persistência do canal por onde desceu o testículo, o tratamento cirúrgico depois dos dois anos de idade. Realiza-se sob anestesia geral, em regime ambulatório, e consiste no esvaziamento e laqueação do canal que causou o hidrocelo.

Se é consequência de trauma ou infecção, o tratamento depende da lesão causal.

Evolução / Prognóstico

A cirurgia é curativa, o prognóstico é bom.

A criança retoma a sua rotina sete dias após a intervenção, e a prática de desporto três semanas pós-cirurgia.

Deseja sugerir alguma alteração para este artigo?
Existe algum tema que queira ver na Pedipedia?

Envie as suas sugestões

Newsletter

Receba notícias da Pedipedia no seu e-mail