Menu

Introdução

Definição

A unha incarnada, vulgarmente designada por “unha encravada” ocorre por penetração do prato ou lâmina ungueal (“unha”) na pele em volta, o que condiciona dor, inflamação e muitas vezes infecção.

Frequência

É uma doença frequente sobretudo na adolescência, verificando-se também alguns casos na primeira infância (início da marcha).

Causa

Os factores predisponentes da unha incarnada podem ser divididos em anatómicos (alterações do próprio pé/ dedo da criança que favorecem o encravamento); factores comportamentais como traumatismos, mau calçado e corte incorrecto da unha; e outros factores como por exemplo a transpiração excessiva ou a má higiene dos pés.

Sinais e sintomas

O principal sintoma é a dor, inicialmente de carácter não persistente e que apenas se desencadeia ao toque e com o uso de calçado mais apertado. Se o problema não for inicialmente corrigido verifica-se um “inchaço” do dedo com aumento da dor, muitas vezes ao simples toque e aparecimento de “carne esponjosa”.

Se houver infecção local pode ocorrer saída de pús.

O que fazer

Aos primeiros sintomas e sinais de unha incarnada do seu filho deverá optar por medidas de alívio conservadoras:

  • Colocar uma pequena porção de algodão por baixo da zona afectada da unha;
  • Afastar a prega ungueal com fita adesiva (ancorada na prega ungueal do outro lado) de forma a separar a unha da prega ungueal;
  • Banhos com água salgada e massagens da prega ungueal afectada 2-3x ao dia.

Tratamento

Se os métodos conservadores não forem suficientes, mesmo após aconselhamento e indicação especializada, a solução do problema terá, provavelmente, de ser cirúrgica. Estes métodos cirúrgicos são simples, rápidos e habitualmente pouco dolorosos.

Evolução / Prognóstico

A terapêutica conservadora se bem aplicada e iniciada em fases precoces é extremamente eficaz. O tratamento cirúrgico permite resolver os casos mais avançados de unha incarnada, mas deve ser evitada, absolutamente, a remoção total da unha.

Prevenção / Recomendações

É de extrema importância a escolha de calçado apropriado para o seu filho. Deverá ser reforçado junto da criança a importância de evitar traumatismos (pisadelas, pontapés, chutos em pedras, etc). Não esquecer de ensinar as crianças que as unhas dos pés não se cortam como as das mãos (as unhas devem ser cortadas a direito e nunca arredondar os cantos das unhas).

Deseja sugerir alguma alteração para este artigo?
Existe algum tema que queira ver na Pedipedia?

Envie as suas sugestões

Newsletter

Receba notícias da Pedipedia no seu e-mail