Menu

    Introdução

    A maioria dos recém-nascidos faz uma transição bem-sucedida à vida extrauterina e requer somente cuidados de rotina. Um exame mais detalhado é efetuado nas primeiras 24 horas de vida tranquilizando a mãe sobre as alterações do exame físico. 

    A Organização Mundial de Saúde recomenda e encoraja o aleitamento materno, aconselhando que este seja o único alimento, nos receém-nascidos de termo, durante os primeiros 6 meses de vida. 

    O internamento deve durar o tempo suficiente para permitir a identificação de problemas e garantir a recuperação da mãe, de forma a que esta se sinta capaz de prestar os cuidados ao RN, em casa.

    Recomendações

    Alimentação

    O leite materno é o melhor alimento para o seu bebé. A subida do leite ocorre pelo terceiro dia. É normal o bebé perder peso. Deve mamar com intervalos regulares, procurando respeitar o sono. 

    Enquanto o seu bebé mamar não precisa de qualquer suplemento, nomeadamente de água. Deve aconselhar-se sobre os medicamentos que toma. 

    Se tiver dúvidas, contacte um profissional de saúde.

    A chupeta

    A sua utilização pode confundir o bebé, a chupeta e a mama implicam formas diferente de sucção. Evite o uso de chupeta, até ele mamar bem.

    Trânsito intestinal e urina

    O recém-nascido amamentado tem habitualmente mais do que uma dejeção por dia. Dejeções líquidas são frequentes e normais.

    Nos primeiros dias pode haver pigmentos de cor alaranjada na urina, o que é normal.

    O coto umbilical

    O coto umbilical vai cair nos primeiros quinze dias de vida. Mantenha-o limpo e seco. 
    Deve recorrer ao médico se notar vermelhidão à volta e cheiro fétido.

    A pele

    “Borbulhas” são frequentes e raramente necessitam de tratamento.

    O banho deve ser tomado em dias alternados, com produtos suaves.

    Os genitais

    Os genitais do bebé devem ser limpos com suavidade. 

    As meninas podem ter um corrimento mucoso (por vezes sanguinolento).

    Nos rapazes é frequente a fimose fisiológica – impossibilidade de expor a glande recoberta pelo prepúcio, não se aconselha qualquer manipulação. 

    Outros cuidados

    Segurança

    Informe-se sobre o local onde deve recorrer quando o seu filho está doente.

    Deve dormir de costas. Não o deite com a cabeça sempre para o mesmo lado, para evitar deformações. O colchão deve ser firme e não se aconselham outros objetos no berço. 

    O transporte no automóvel implica o uso de cadeiras adaptadas à idade e peso: 

    • Fixar bem a cadeira ao carro.
    • Apertar sempre os cintos e ajustá-los.
    • Use-a mesmo em viagens curtas.
    • Até aos 18 meses, coloque-a em posição inversa ao movimento.
    • Desligue sempre o “airbag”.

    Ambiente

    • A criança não deve ser colocada em ambientes com fumo.
    • Temperatura do quarto entre os 18 e os 21ºC.
    • Evite o contato com pessoas doentes.

    Seguimento / vigilância

    • Efetue o diagnóstico precoce entre o 3º e o 5º dia.
    • Durante o 1º mês pese-o semanalmente (deve aumentar 180-200g/semana).
    • Marque a 1ª consulta nos primeiros quinze dias de vida.
    • Leve sempre o Boletim de Saúde Infantil e Juvenil.

    Sinais de alerta

    • Febre – Temperatura> 37,5ºC. Se o bebé estiver bem, desagasalhe-o e reavalie daí a 30 minutos.
    • Dificuldade em respirar ou pausas respiratórias, tremores ou movimentos anormais, recusa em comer, vómitos persistentes, diarreia e urina ou fezes de cor vermelha.
    • Apatia e choro anormal.
    • Sinais de desidratação – olhos encovados, fontanela deprimida, língua seca.
    • Cor amarela da pele a agravar.
    • Conjuntivite, borbulhas com pús em vez de pústulas, lesões brancas na boca.

    Deseja sugerir alguma alteração para este artigo?
    Existe algum tema que queira ver na Pedipedia?

    Envie as suas sugestões

    Newsletter

    Receba notícias da Pedipedia no seu e-mail